Página Inicial

Artigos

A importância do Associativismo

Publicado em 28 de agosto de 2017

É importante refletir sobre um  tema que se refere aos empenhos comuns, quando o interesse coletivo pode vencer grandes obstáculos. Uma associação popular bem organizada, onde o único interesse seja, realmente, o de todos, sobrepondo-se sobre o individual, mantém valores importantes como, solidariedade, autonomia, democracia, cidadania e trabalho voluntário. É nas associações que se aprende a analisar os problemas de todos e a encontrar soluções justas. E quando se pensa em conjunto, surgem novas ideias para melhorar cada vez mais a vida de cada indivíduo. A implantação de uma economia solidária, nas suas mais variadas formas, feiras agrícolas, artesanais, reciclagem, cooperativas, entre outras e até o trabalho voluntário é estruturante da economia social. O associativismo é a prática social da criação e gestão das associações. É um meio de organizar grupos de interesse econômico sustentável.
Com a globalização e a politica neoliberal cada vez mais acentuada, onde se prioriza a organização privada, suprimindo a social e apenas cria uma ilusão de que essa melhoria teria impacto na vida dos cidadãos, houve um descaso com consequente abandono das áreas socioculturais. Assim, a sociedade civil, da qual faz parte o associativismo, deve levantar a voz e se impor, pois é neste contexto que estão envolvidas as associações capazes de assumir o exercício da democracia, que conduz a uma efetiva cidadania, com definições de identidade local e expressão cultural.
 Os espaços onde se exercem e exigem direitos de reunião e de associação à cultura, ao esporte, ao lazer, ao protesto, à indignação, a uma vida autenticamente humana, existe ali uma vida feliz e saudável.
Deve ficar muito claro para as pessoas interessadas em organizar uma associação, que o princípio fundamental é o propósito sem qualquer interesse individual, ou ambição pessoal seja ela econômica, ou a busca do poder.
A sabedoria popular cria velhos e bons ditados, como “Uma andorinha só não faz verão”, ou “A união faz a força”, que passam décadas e até séculos norteando a vida em sociedade, significa que o tema é realmente importante e merece continuidade. Em época de transformações, como a que vivemos, fala-se muito em associativismo, em cooperativismo, governos bem intencionados incentivam interessados em seguir por esse novo caminho, criando programas, cursos ou oferecendo infraestrutura para formação de pessoas e empreendimentos. Os movimentos de associações de bairros que lutam por melhorias, de funcionários de empresas que buscam seus direitos, de consumidores, mutuários, passam a ser adotados também como forma de ganhar dinheiro. É quando surgem os cursos de formação, capacitação e as cooperativas com exemplos se sucesso que se multiplicam. Feiras agrícolas ou artesanais solidárias, cooperativas de reciclagem de lixo, e outras iniciativas que melhoram a vida dos participantes e dos cooperados, com bons rendimentos. Há exemplos como cooperativas de ex detentos que devido a preconceitos e discriminações, não conseguiram emprego formal, se uniram e iniciaram cooperativas, hoje com a força produtiva de ex presidiários e detentos em regime  semiaberto, hoje a cooperativa conta com uma lista de clientes, onde aparecem grandes empresas  multinacionais.
O que existe de comum entre  todos e a iniciativa e intenção de fazer juntos, organizadamente, trabalhos que já faziam de forma individual. O progresso de um grupo é exemplo para outros e assim se multiplica o sucesso e o desenvolvimento.
 
Antonio Lopes
Rua Joinville, 308 sala 301 – Bairro Vila Nova – Blumenau-SC CEP: 89035-200
Nossos Telefones : (47) 3322-2422 / (47) 3322-2828 / (47) 99935-0606
Facebook Youtube
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Curto Carros