Página Inicial

Notícias

CARROS ESTÃO CAROS E SOBEM AINDA MAIS

Categoria: Variedades
Publicado em 29 de julho de 2021

Desde o início da pandemia do coronavírus, no ano passado, os preços de veículos ao consumidor não param de subir no Brasil. Os reajustes sucessivos chegaram a tal ponto que hoje um carro compacto zero-quilômetro pode chegar a custar mais de R$ 100 mil.
A situação não tem sido diferente quando se trata de veículos usados e seminovos - dependendo do modelo, os valores praticados por concessionárias e lojas multimarcas chegam a ser maiores do que os cobrados pelo mesmo carro, porém novo. Isso se o veículo zero pretendido estiver disponível, já que muitos modelos tiveram ou ainda têm a produção paralisada por causa da falta de componentes - em especial, semicondutores.
Também tem havido menor oferta de automóveis de segunda mão. Enquanto a covid-19 não for controlada, por meio da vacinação em massa dos brasileiros, a expectativa é de que seus efeitos negativos na economia persistam, mantendo a tendência de alta nos preços
Confira em detalhes  alguns  motivos para essa disparada nos valores cobrados - a maioria deles é global, diretamente conectada com a pandemia, mas há fatores exclusivos de nosso mercado.
  1. Paralisação de fábricas por falta de semicondutores: A escassez mundial de microprocessadores, cuja produção é concentrada na Ásia, levou à interrupção na produção de veículos de variadas marcas no Brasil ao longo deste ano.
  1. Baixo estoque de usados e seminovos: os estoques de seminovos e usados em concessionárias e lojas independentes também estão baixos e isso é outro fator a pressionar para cima os respectivos preços. O "giro" dos veículos de segunda mão, que é o tempo entre a compra e a sua respectiva revenda, era superior a dois meses há cerca de um ano. Hoje, caiu para aproximadamente 30 dias.
  1. Retomada gradual da economia: durante os últimos meses a economia tem dado sinais de recuperação, com elevação no consumo e na demanda por variados produtos e serviços - e isso se aplica a automóveis. Aí voltamos à tradicional regra da oferta e da procura: quando há demanda e falta oferta, a alta nos preços é uma consequência esperada.
  1. Pressão de insumos e logística: Além da escassez de semicondutores, que também encareceram, outros insumos e serviços essenciais para a produção de automóveis ficaram mais caros ao longo dos últimos dois anos - e elevaram o preço de automóveis ao consumidor.
Fonte: Alessandro Reis
Rua Dr. Pedro Zimmermann, 1001 sala 61 – VALE AUTO SHOPPING
Bairro Salto do Norte – Blumenau-SC CEP: 89065-000
Nossos Telefones : (47) 3144-4722 / (47) 99935-0606
Facebook Youtube
Copyright © 2017 - 2018. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Curto Carros